Tipos de rede de apoio e como escolher a sua

Como criar uma rede de apoio?
06/09/2018
Qual a diferença entre coaching e psicoterapia?
25/09/2018

Tipos de rede de apoio e como escolher a sua

Abaixo falarei sobre os tipos de rede de apoio que existem e também a apoiarei em reflexões importantes para que você escolha a sua. Se você não acha necessário a criação de uma rede para cuidar de seu filho porque você tem total disponibilidade, te convido a ler o texto ainda assim, pois talvez perceba que mesmo  você precisa ter.

 

Por que ter uma rede de apoio

 

Primeiramente eu gostaria de falar a você que abdicou de sua carreira para cuidar de seu filho. Você pode achar que não é necessária a criação de uma rede de apoio porque tem total disponibilidade para cuidar dele, mas é justamente por isso que você precisará ter um apoio. Afinal, você não é somente mãe. Outros papéis fazem parte da sua vida e por um tempo até é possível abdicar, mas chegará o momento que viver somente a maternidade, vai te sufocar.

 

A rede de apoio é importante para que a mãe possa retomar seus outros papéis, suas outras funções na sociedade. Essas pessoas servirão como apoio para você retomar a sua individualidade, para que tenha tempo para ser mulher, esposa, filha, amiga, enfim, o que mais você é, além de mãe.Ter tempo para seus demais papéis fará a diferença na sua forma de maternar.

 

Não é errado, muito pelo contrário, pedir ajuda para cuidar de seu filho. Há quanto tempo você não vai ao cabeleireiro? E ao shopping para olhar vitrines e fazer compras para você? Ao cinema, à cafeteria? E um jantar romântico, quanto tempo faz que não acontece?

 

Além disso, é importante lembrar que vivemos em uma sociedade e seu filho é um ser social. É bem saudável que ele conviva com outras pessoas, adultas e crianças, para que comece a aprender as regras de convivência. Em casa a criança aprende sobre moral e valores, sobre socialização, mas ela precisa de outros ambientes para aprendera socializar com outras pessoas, e também a lidar com as frustrações.

 

A criança precisa entender que sua mãe a ama mesmo quando não está o tempo todo ao lado dela, e a mulher precisa de um tempo para si, para se desenvolver bem emocionalmente. Para um apego saudável não é preciso que criança e mãe fiquem o tempo todo juntas.

 

Tipos de rede de apoio

 

Agora que você compreendeu que trabalhando ou não, ter rede de apoio é importante, vamos falar sobre os tipos de rede de apoio. Existem dois, que são a rede de apoio fixa e a rede de apoio pontual. A rede de apoio fixa é aquela onde a criança fica sempre com a mesma pessoa na ausência da mãe e geralmente a utilizamos todos os dias em horários fixos. Pode ser a avó, a irmã mais velha, o pai, a creche, a babá, etc.

 

Já a rede de apoio pontual é alguém também de confiança da mãe, mas que não toma conta de forma fixa da criança. Apoia a mãe em momentos pontuais. Pode ser a mãe de um colega de classe, um familiar, um vizinho…

 

Ainda há a terceirização da criança e geralmente não pedimos apoio por medo de terceirizar. Porém, diferente de contar com uma rede de apoio, quando se terceiriza quem fica mais tempo com a criança é o cuidador e é ele que toma decisões referentes àquela criança.

 

Como escolher a sua

 

Reflita em como a rede de apoio pode apoiá-la a ser uma mãe mais leve, a partir do momento que você tiver como exercer a sua individualidade.

 

Após essa reflexão e sentindo o convite para tomar as rédeas da sua vida, pense e liste todas as pessoas ou instituições que podem fazer parte da sua lista de rede de apoio.

 

Sugiro, além do óbvio (avós, tios, creche, babá),pensar também em pessoas que também têm filhos, como as mães da pracinha, do playground do edifício, da classe do seu bebê, das aulas de música, de natação, etc. É claro, que talvez você ainda não tenha uma relação de confiança extrema com essas pessoas, mas com tempo e cuidado é possível criar vínculo com essas pessoas.

 

Depois desta lista, pense no que é possível na sua realidade: rede de apoio fixa ou rede de apoio pontual? Independente da sua resposta, acredite você estará fazendo o melhor para sua relação com seu filho!

 

Não abra mão da sua individualidade, conte com uma rede de apoio e seja mais feliz. Você e seu filho merecem isso!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *