Qual a diferença entre coaching e psicoterapia?

Tipos de rede de apoio e como escolher a sua
19/09/2018
Como dialogar com os avós do seu filho?
03/10/2018

Convido você a fazer a leitura do texto abaixo, para conhecer as diferenças entre coaching e a psicoterapia. São duas modalidades bem diversas, mas ambas poderão auxiliar você em suas demandas. Vamos lá?

 

O que é psicoterapia?

 

A psicoterapia é realizada com um psicólogo e tem o objetivo de melhorar o emocional daqueles que o procuram. Geralmente, os psicólogos são procurados quando há um adoecimento psíquico ou uma forte dor de cunho emocional e a partir da demanda do cliente, o psicólogo o apoiará a compreender o que se passa e como o individuo pode se reorganizar emocionalmente. Para isso, pode se voltar nas histórias passadas do cliente, para que ele compreenda o que ocorre no presente.

 

Mas, apesar do psicólogo normalmente ser procurado em um momento já de adoecimento psíquico, ele também pode trabalhar demandas de autoconhecimento e prevenção de saúde.

 

Cada atendimento é único e personalizado de acordo com as demandas do cliente, portanto não há como definir desde o início até quando será necessário continuar o atendimento.

 

O que é coaching?

 

O coaching é bastante diferente da psicoterapia, e você já vai entender o porquê. Ele não trabalha o passado, isto é, atua somente nas demandas do presente, para atingir algo do futuro. O coaching não diagnostica, mas um bom profissional identifica quando seu cliente tem a necessidade de psicoterapia efaz o encaminhamento para o psicólogo.  Só depois que estiver bem emocionalmente que se recomenda que faça o processo de coaching.

 

O coaching não diagnostica porque seu trabalho não é clínico, como o profissional de psicoterapia, já que o foco dele é pontual e direcionado para o futuro, diferente do queacontece no atendimento psicoterápico. Além disso, o coaching tem prazo determinado, isto é, início, meio e fim geralmente definidos, em torno de três meses.

 

No que é melhor investir?

 

O melhor dos dois mundos é investir em psicoterapia e nos momentos em que precisar de uma ajuda pontual e focal, procurar um coach.

 

Contudo, sei que existem vários obstáculos que podem impedir o seu investimento tanto em coaching como em psicoterapia, sendo possível optar por apenas uma modalidade de auxílio.

 

Mas você mesma poderá encontrar a solução, ou seja, no que é melhor investir. Para isso, responda sim ou não nas próximas duas perguntas:

 

– você está se sentindo deprimida, fragilizada emocionalmente, triste, chorosa, não vê sentido na vida?

 

– você não entende as mudanças ocorridas pela maternidade, não consegue lidar com as situações novas e não sabe como organizar sua vida para ser mãe ao mesmo tempo em que concilia seus outros papéis na sociedade (amiga, esposa, filha, profissional)?

 

Se você respondeu sim para a pergunta de número um, certamente uma psicoterapia poderá apoiá-la a se reorganizar emocionalmente. Se você tem filhos e acredita que as situações são geradas pela maternidade, dê preferência para uma psicóloga perinatal, ou seja, especializada na área materna.

 

Se você respondeu afirmativamente a segunda pergunta e está bem emocionalmente, considere procurar ajuda de um coach. E aqui vai a mesma dica, isto é, procure por coaches que atuem no ramo da maternidade, a uma probabilidade maior que ela entenda o que você vivencia e poderá apoiá-la ainda mais.

 

Mas, se você respondeu sim para as duas perguntas e tem possibilidade de fazer as duas modalidades de orientação, recomendo que faça em períodos diferentes, não necessariamente ao mesmo tempo, e também com profissionais diferentes. Afinal, as demandas também são diferentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *