O que é maternidade consciente?

Como ter renda financeira trabalhando em casa
31/10/2018

Você sabe o que é a maternidade consciente? Melhor: sabe como exercer uma maternidade consciente? Se isto tudo não passa de novidade para você, ou se você deseja conhecer mais sobre o assunto ainda na gestação, basta ler o texto abaixo para conhecer o que preparei sobre o tema.

 

O que é maternidade consciente?

 

É importante que você conheça esses conceitos para desenvolver a sua maternidade, o seu jeito próprio de cuidar dos filhos.

 

A maternidade consciente não é seguir padrões, modelos, pacotes de maternidade. Afinal, ser mãe não é tomar regras e teorias que precisam ser seguidas com rigidez. Caso isto aconteça, é bem provável que a mulher se culpe, quando não está seguindo o modelo, porque ele pode não se encaixar com a sua realidade.

 

Muitas pessoas acreditam que a maternidade consciente é algo típico das pessoas bem informadas. Até pode ser, porque as mães que a praticam fazem bastantes pesquisas, mas os termos se referem principalmente a ter total consciência daquilo que você quer para a sua família.

 

Sendo assim, se você pretende exercer a maternidade consciente, recomendo pesquisar muito, mas em seguida filtrar as informações e trazê-las para as suas crenças, para as suas experiências de vida e para aquilo que você acredita como sendo uma boa forma de cuidar dos filhos.

 

Pela maternidade consciente, você poderá entender melhor o que você quer para os seus, facilitando a escolha do seu caminho, da sua forma ideal de exercer a maternidade.

 

Como exercer a maternidade consciente

 

É importante que você entenda que não há certo e errado no ato de ser mãe, dentro do bom senso, é claro. Não há verdades absolutas na maternidade, e as decisões do dia a dia precisam ser tomadas de forma tranquila, sem culpa ou pensamentos de que você poderia ter feito de outra forma.

 

Obviamente você vai errar no processo de tomada de decisão de algumas escolhas, contudo, com a maternidade consciente, você saberá onde errou. Deste modo, você mesma irá elaborar e administrar formas de minimizar a culpa pela decisão equivocada, para melhorar esse aspecto de que você não está fazendo algo da melhor forma possível.

 

É fundamental que todas as gestantes tenham o desejo de maternidade consciente, para que exerçam a sua própria forma de maternar, sem seguir pacotes previamente estabelecidos, modelos que precisam ser seguidos como melhor método de cuidados dos filhos.

 

Você poderá começar a exercer esse tipo de maternidade a partir do seu autoconhecimento. Ele é o primeiro pilar para a maternidade consciente, pois quem não se conhece, não toma decisões baseadas em suas crenças, mas nas dos outros, nas opiniões do que os outros acreditam ser melhor.

 

A falta de autoconhecimento faz com que as mães se fechem em regras, em teorias, e o resultado é um grande sentimento de culpa, porque estão exercendo uma maternidade baseada em certo e errado, mesmo que suas decisões não correspondam, não façam sentido com a sua realidade.

 

Por exemplo, algumas mulheres, em sua infância, não gostavam de determinadas atitudes praticadas por seus pais. Elas, hoje como mães, gostariam de agir de forma diferente, mas por pesquisarem e descobrirem que essa é uma boa forma de educar, fazem o mesmo.

 

Portanto, recomendo pesquisar bastante, mas sempre conferir as credenciais de quem escreveu e também a sua especialidade no assunto. Mesmo sendo uma fonte confiável, se não faz sentido com a sua realidade, você não precisará seguir.

 

A maternidade consciente torna as mulheres capacitadas para tomarem decisões inteligentes sobre o dia a dia de seus filhos, administrando erros e acertos, com a menor sensação de culpa possível.

 

Você pode começar a exercer a maternidade consciente desde a gestação, fazendo suas escolhas antes mesmo do nascimento do bebê. Afinal, ele já vive em você! Mas, sempre aberta a realidade, pois na gestação as expectativas são muito altas e sabemos que na vida real, há uma possibilidade muito grande das coisas ocorrerem de forma diferente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *